in ,

Saiba quais são as principais causas de pernas inchadas e doloridas


No Brasil, há confirmação de casos de sarampo em 11 estados, sendo que, em três deles, as ocorrências foram classificadas como surto. Com mais de 10 mil pessoas afetadas pela mazela, o país perdeu o certificado de erradicação da doença.

Devido à resistência do vírus, o indivíduo pode ser infectado até duas horas após uma pessoa com a doença sair do local. Esse risco de contaminação é ainda maior em bebês que não foram imunizados e em crianças desnutridas.

Neste post, explicaremos como é a transmissão e quais são os sintomas da doença, e mostraremos como se prevenir em meio a um surto de sarampo. Acompanhe!
Chegar ao fim do dia, sentir aquele cansaço e as pernas inchadas e doloridas é rotina na vida de muitas pessoas, principalmente de mulheres, devido a questões hormonais. Normalmente, isso não é motivo de preocupação, e a sensação desaparece depois de um bom banho e um longo descanso.

No entanto, a verdade é que existem diversas causas para isso acontecer. Prestar atenção nelas é importante para que saibamos como proceder caso algo mais sério aconteça. Por isso, neste post, trouxemos algumas causas que podem fazer as suas pernas ficarem inchadas e doloridas. Acompanhe!


Principais motivos de pernas inchadas e doloridas
Acúmulo de líquido
Esse é o tipo mais comum para pernas inchadas e doloridas. Quando uma pessoa passa muito tempo em uma mesma posição, seja sentada seja em pé, o sangue não consegue circular direito, o que faz com que ele se acumule nos membros inferiores, ocasionando na dor e no inchaço. A gravidez também colabora para isso, já que a mulher passa a ter uma quantidade maior de sangue no corpo. Além disso, o envelhecimento é um outro fator que aumenta a dificuldade.

Tempo quente
O verão é um grande colaborador para essa sensação, pois os rins têm uma dificuldade maior em eliminar os líquidos que ingerimos durante o dia, e o calor contribui para que as artérias fiquem mais cheias de sangue, causando o inchaço. É importante sempre ingerir bastantes líquidos hidratantes, como a água de coco. Além disso, nessa época, é bom evitar o consumo de muito sódio, como alimentos em conserva.

Inflamação
A flebite, inflamação na parede das veias, faz com que elas fiquem endurecidas e o sangue coagule. Quando superficial, é possível amenizar a inflamação com medicamentos e repouso. Nos casos mais profundos, em que há dor e sensação de peso nos membros inferiores, é necessária a intervenção cirúrgica. Os sintomas característicos da flebite são pele avermelhada e quente, podendo ter febre. Exames clínicos e ultrassonografia ajudam a fazer o diagnóstico.

Doenças cardíacas
O inchaço e as dores nas pernas podem ser também sintomas de uma doença cardíaca. A aterosclerose, por exemplo, é uma condição na qual os vasos sanguíneos são bloqueados devido ao excesso de gordura no sangue. Com isso, a circulação é insuficiente e os órgãos não recebem nutrientes e oxigênio de forma adequada. Colesterol alto, hipertensão, diabetes e sedentarismo são algumas das causas para essa doença.

Problemas no fígado
Alterações no funcionamento do fígado também podem levar ao inchaço. Isso pode acontecer por causa da diminuição da quantidade de albumina no sangue, uma proteína que ajuda a mantê-lo dentro dos vasos. Se vier acompanhado de outros sintomas, como olhos amarelados, é recomendado procurar um médico.

Trombose
A trombose pode ter várias causas, como predisposição genética, uso de anticoncepcionais e vida sedentária. Ela é uma condição na qual o sangue coagula, fazendo com que sua circulação fique mais difícil. Essa doença faz com que a pessoa sinta inchaço nos membros inferiores, podendo apresentar uma coloração arroxeada na perna. A dificuldade de andar é um sintoma que pode significar um perigo a mais, como acúmulos de muitos trombos, que podem migrar para o pulmão e causar embolia.

Assim, é importante prestar atenção se as pernas inchadas e doloridas estão incomodando muito. Caso a situação persista, procure um médico e faça uma avaliação. Afinal, prevenir é sempre melhor, não é?